Qual a forma correta de construir escadas? Existe uma fórmula para calcular?

As escadas são elementos construídos com a finalidade de ligar locais com diferenças de níveis. Certamente estão entre os elementos mais antigos das construções e diariamente temos de lidar com elas. As escadas podem ser feitas de vários materiais diferentes e apresentar inúmeros formatos. Podem ser compostas de alguns poucos degraus ou ligar diversos andares de um prédio, por exemplo.

Para começarmos a entender como funcionam as escadas, primeiramente devemos nomear as suas partes. As escadas são compostas por degraus. Cada degrau é composto pelo piso (ou passo, ou, ainda, pisada), a parte plana onde pisamos, e pelo espelho, a parte vertical. As ditas escadas vazadas são destituídas desse elemento vertical entre um piso e outro e, dessa forma, é possível ver através delas. Ainda assim, a distância entre cada degrau é chamada de espelho.
Pisos e espelhos

A importância de se entender o que é piso e o que é espelho está no fato de que as escadas devem ser calculadas na fase do projeto de qualquer construção e, para isso, devemos dividir a diferença de nível entre os andares que a escada ligará pela altura do espelho. O resultado da conta é o número de degraus que a escada terá.

Os códigos de obra das cidades versam sobre o assunto, mas podemos destacar algumas medidas básicas para construir uma escada confortável.

Largura – a não ser em casos muito específicos, uma escada com menos de 80 cm pode ser muito estreita e de difícil circulação. Principalmente se ela estiver entre duas paredes altas. A partir de 90 cm as escadas se tornam confortáveis. A partir de 1,20 m de largura duas pessoas podem usar a escada juntas.

Patamares – os patamares são os momentos em que o ritmo dos degraus é interrompido. Isso geralmente acontece quando há uma mudança de direção, como nas escadas em “L”, ou em forma de “U”. Nestes casos, recomenda-se que o patamar tenha pelo menos a mesma largura da escada para não prejudicar a passada. Os patamares podem surgir ainda como forma de descanso em escadas muito longas. Nesse caso, o cálculo deve prever a medida de um número inteiro de passos no patamar para que a escada seja, de fato, confortável. Em determinados locais proíbe-se a construção de escadas com mais de 17 degraus sem um patamar intermediário.

Altura do espelho – uma altura confortável para o espelho é de cerca de 10% da altura das pessoas, ou seja, entre 16,5 cm e 18,5 cm em média.

Comprimento do piso: Não deve ser inferior a 25 cm para que os nossos pés caibam confortavelmente e o ideal é que fique entre 27 cm e 30 cm.
Fórmula infalível

Existe uma fórmula bastante útil para calcularmos as escadas:

2 x Espelho + Pisada = 64 cm ou 65 cm

Como exemplo, temos uma escada ideal com espelho de 18 cm e pisada de 28 cm. Assim: 2 x 18 + 28 = 64.

Podemos então notar que quanto menor for o espelho, maior deverá ser o piso e vice-versa. A questão é que esta fórmula está ligada ao tamanho médio de um passo das pessoas. Admitem-se variações dessas medidas, mesmo porque as pessoas não têm o mesmo tamanho, mas quanto mais distante dessa fórmula ideal, maior é a probabilidade das pessoas muito altas ou muito baixas se sentirem desconfortáveis.

Todos os degraus de uma escada devem estar equidistantes uns dos outros, ou seja, os espelhos devem ter sempre a mesma altura sob pena de se tropeçar ao subir ou ao descer. Nosso cérebro se acostuma com a altura dos primeiros degraus e se programa para os próximos. É por isso que conseguimos subir ou descer uma escada no escuro sem tropeçarmos.

Devemos ainda lembrar que uma questão importante ao falarmos de escadas é a segurança. Escadas com pisos muito estreitos, com degraus de alturas variáveis ou com revestimentos escorregadios podem provocar acidentes. Outro fator importante é o uso de guarda-corpos e corrimãos. Apesar de poderem ser prescindidos em casos específicos, auxiliam bastante no equilíbrio e aumentam a segurança.

É importante notar que mais do que um mero elemento de ligação entre dois níveis distintos de uma construção, as escadas podem ser elementos escultóricos ou decorativos. Cada espaço pede uma solução específica .

A construção de uma escada em uma casa pode parecer um processo simples mas não é, existem alguns cuidados no que diz respeito ao projeto da mesma afim de evitar problemas no uso dela. Uma escada de alvenaria é um recurso usado em construções de dois ou mais pavimentos e é importante considerar o comprimento da escada, a quantidade e altura de degraus, o tipo do piso que você irá colocar e para isso você precisa considerar se escada ficará na interna da casa ou na área externa, entre outros.

Escadas externas, alguns clientes não fazem acabamento deixando em concreto aparente, é ideal fazer a impermeabilização caso não faça revestimento. Procure material específicos para concreto aparente, existem resinas especiais no mercado. A JJ Escadas não realiza serviço de acabamentos.

Projetando a escada

Conforto e ergonomia não podem faltar em uma escada. Confira como projetar o modelo ideal para a sua casa

Fundamental em qualquer residência com mais de dois pavimentos ou com diversos níveis, a escada funciona como elemento estético do projeto, já que uma composição criativa de materiais pode formar sua estrutura, corrimão e pisos. Porém, uma série de fatores deve ser analisada antes de sua escolha. Primeiramente, planeje o modelo ainda no projeto arquitetônico, pois quando definido após a obra pronta, precisará de adaptações e haverá restrições quanto a formatos e tipos.

Cheque também o vão e a altura entre os pavimentos, pois se a distância for grande, a escada precisará de patamares de descanso. “Com acesso fácil e seguro, o modelo deve ter estética compatível com o imóvel”, completa.

Avalie a construção feita por empresas que são especializadas neste trabalho.

A estrutura de concreto armado e a construção devem seguir as especificações do projeto estrutural para evitar o aparecimento de trincas e fissuras.

Além disso, a mão de obra deve estar atenta às medidas para que os degraus e espelhos não fiquem com tamanhos incorretos e fora das normas de ergonomia.

O ideal é que seja instalada antes da colocação dos revestimentos de ambos os pavimentos. Porém o contra-piso tem que estar regularizado ou pelo menos taliscado. As paredes devem estar rebocadas. Assim facilitará o serviço do seu pedreiro ou empreiteiro.

Em determinadas residências, alguns modelos apresentam limitações técnicas para sua execução e cabe a empresa responsável orientar o cliente. As paredes da casa suportam o peso da escada, caso ela seja fixada nas laterais desde que seja executado o travamento. Muitos clientes perguntam se a parede e a laje aguentam o peso da escada. Aguenta sim, o peso é dividido entre parede, degrau e trava.

O maior problema encontrado é quando a casa já está construída e posteriormente se decide cortar a laje para abrir vão para uma escada. A JJ Escadas não realiza esse serviço, em alguns caso é necessário a construção de uma viga ou coluna. Verifique com seu pedreiro ou empreiteiro. Tendo o vão aberto a JJ Escadas determinará o melhor modelo de escada e executará a parte de concreto aparente. Lembrando novamente que o corrimão é tratado sempre à parte.
Certifique-se do prazo de entrega, pois o modelo necessita de tempo para ser confeccionado. Por isso, não deixe deixe de se informar para que sua obra não atrase.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Contato pelo WhatsApp